Xangai vai cobrar taxa por saquinhos de supermercado

Os supermercados da maior cidade da China começarão a cobrar os consumidores pelos saquinhos plásticos, numa tentativa de reduzir o desperdício. ?A idéia ajudará a preservar recursos e proteger o ambiente, mas o efeito prático depende da resposta dos comerciantes e consumidores?, disse um representante do Serviço de Proteção Ambiental de Xangai, que se identificou apenas como Yang.A implementação deverá começar no início de 2004 em supermercados selecionados, disse. A taxa do saquinho, de valor ainda indefinido, é parte de um programa trienal de combate à poluição, afirmou Yang.Segundo a agência de notícias Nova China, os supermercados de Xangai fornecem aos clientes mais de 1 milhão de saquinhos por dia, o que gera um fluxo enorme de lixo sólido para os serviços de reprocessamento da cidade. Embora alguns saquinhos acabem servindo como sacos para cestos de lixo, muitos outros são simplesmente jogados fora. Ver centenas de sacos plásticos sobrevoando a cidade é comum nos dias de vento forte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.