Xarope mata 13 pessoas no Paquistão

Com suspeitas de possuir material tóxico, um xarope para tosse causou a morte de treze pessoas no Paquistão, informou hoje a polícia local. As vítimas eram todas dependentes químicos e ingeriam o remédio na tentativa de se drogarem.

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 11h57

O agente da polícia Multan Khan disse que as mortes ocorreram em diferentes hospitais da cidade de Lahore ao longo dos últimos três dias. O xarope foi enviado a um laboratório para determinar se possuía elementos tóxicos.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoXarope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.