Xeque árabe oferece US$ 1 milhão por fusca azul de Mujica

Xeque árabe oferece US$ 1 milhão por fusca azul de Mujica

Uruguaio recebeu a oferta na Bolívia, em junho, e disse que, se vender o carro, dará o dinheiro para programas sociais no país

O Estado de S. Paulo

06 Novembro 2014 | 16h21

MONTEVIDÉU - Um xeque árabe e um diplomata mexicano ofereceram US$ 1 milhão pelo fusca azul do presidente uruguaio José Mujica, que usaria o dinheiro para financiar projetos sociais no país.

O automóvel de 1987 que leva o presidente pelas estradas e ruas do país ganhou tanta fama quanto o seu proprietário, que ao assumir a presidência em 2010 preferiu continuar vivendo em sua humilde chácara em um modesto bairro de Montevidéu.

Pelo carro, avaliado em 70 pesos uruguaios (cerca de US$ 2,9 mil), um xeque árabe ofereceu a Mujica US$ 1 milhão durante a cúpula de países G77-China, celebrada na Bolívia, em junho. O presidente prometeu que pensaria no assunto.

"Fiquei um pouco surpreso com tudo isso e no começo duvidei e não dei tanta importância", disse Mujica em entrevista a uma revista semanal uruguaia. "Mas depois veio outra proposta e eu a levei mais a sério."

Meses mais tarde, o embaixador do México no Uruguai, Felipe Enríquez Hernández, disse durante um almoço com o presidente que o carro poderia ser leiloado por um preço equivalente a dez caminhões de tração dupla.

"Em todos os casos e se vier a se concretizar todo o dinheiro será para o Plano Juntos ou o que for para favorecer o Uruguai", acrescentou o líder, que doa 70% de seu salário para planos sociais.

Mujica, que ainda não tomou uma decisão, também estaria pensando na opção de destinar o dinheiro para a construção de uma Universidade Tecnológica a ser construída no interior do país. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
UruguaiJosé Mujica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.