Xeque diz que meninas devem obedecer à proibição do véu

As garotas muçulmanas que vivem na França devem respeitar uma eventual proibição do uso de véus em escolas públicas. Esta é a opinião do grão-xeque Mohammed Sayed Tantawi, do instituto egípcio de Al-Azhar, que falou hoje a jornalistas sobre o assunto. "O ´hijab´ (véu para cabeça em árabe) é uma obrigação religiosa, mas se uma mulher muçulmana vive em um país onde as leis não o permitem, ela deve obedecer tais leis". O xeque expressou sua opinião depois de ter se reunido com o ministro francês do Interior, Nicolas Sarkovy, no Cairo. O Al-Azhar é mais prestigioso instituto teológico sunita do mundo islâmico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.