Xi Jinping: relação com Rússia é garantia de paz mundial

Em sua primeira viagem ao exterior, o novo presidente chinês, Xi Jinping, saudou neste sábado os laços entre Rússia e China como garantia da paz mundial. "As fortes relações entre China e Rússia estão em um nível elevado que não só responde aos nossos interesses, mas servem como uma importante e confiável garantia de paz e equilíbrio estratégico internacional", afirmou Xi Jinping.

Agência Estado

23 de março de 2013 | 12h25

Ele discursou no prestigioso Instituto de Relações Internacionais de Moscou, um dia após ter se encontrado com o presidente russo, Vladimir Putin, e supervisionado a assinatura de uma série de acordos de energia e outros setores. "A relação dos chineses com os russos é uma das relações bilaterais mais importantes do mundo. É a melhor entre as relações bilaterais de grandes potências", continuou o líder chinês.

Ainda hoje, o presidente chinês deve se reunir com o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, como parte da visita de três dias ao país. Antes inimigos durante a Guerra Fria, Moscou e Pequim aumentaram a cooperação nos últimos anos para contrabalançar a dominância global dos Estados Unidos.

No Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), China e Rússia vetaram as resoluções que impunham sanções ao regime do presidente sírio, Bashar Assad, envolvido em um conflito sangrento com a oposição que já dura dois anos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaRússiarelações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.