Xiita Iyad Allawi é indicado primeiro-ministro do Iraque

O xiita Iyad Allawi foi escolhido hoje pelo Conselho de Governo iraquiano para se tornar o primeiro-ministro do país, a partir de 30 junho, quando os Estados Unidos passarão o poder para o novo governo. A escolha de Allawi foi unânime entre os membro do Conselho. Allawi foi um líder importante da oposição ao governo Saddam Hussein no exílio. Durante os anos no exílio, ele teve o apoio da CIA, a central de inteligência americana, e de funcionários do Departamento de Estado. O Conselho de Governo planeja indicar também um presidente e dois vice-presidentes da República. A chefia de governo ficará com o primeiro-ministro.O enviado da ONU responsável pela formação do novo governo, Lakhdar Brahimi, elogiou a escolha de Allawi. Najaf e KufaApesar do acordo de ontem o líder radical Muqtada al-Sadr e o Exército dos Estados Unidos, militantes atacaram tropas americanas tanto em Najaf quanto em Kufa. De acordo com militares americanos, uma base na periferia de Najaf foi atingida por pelo menos nove morteiros, enquanto soldados em Kufa foram atacados com foguetes. Atiradores atacaram e colocaram fogo em um carro ao sul de Bagdá, matando dois jornalistas japoneses. Mais de 600 presos iraquianos foram libertados da prisão de Abu Ghraib, totalizando mais de mil as pessoas soltas nas últimas três semanas. Soldados americanos foram atacados quando escoltavam os ônibus que levaram os prisioneiros para outros locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.