Xiita radical agora busca influência política no Iraque

Um grupo xiita cuja milícia enfrentou tropas americanas por dois meses trabalha agora para transformar-se numa potência nos bastidores da política iraquiana. Desde que as armas da rebelião xiita silenciaram em junho, o grupo liderado por Muqtada al-Sadr vem buscando dissociar-se da violência e reconstruir seus laços com a liderança religiosa do país. A facção de Al-Sadr agora estuda apoiar candidatos à eleição marcada para janeiro.?Estamos passando por uma fase de transição?, disse Abbas al-Robai, um assessor próximo de Al-Sadr. ?Estamos examinando nosso trabalho bem de perto?. A mudança de estratégia poderá trazer uma influência política significativa para uma corrente que gera preocupações para os EUA desde a queda de Saddam Hussein. Se os correligionários de Al-Sadr conseguirem transformar a popularidade do líder em votos, o futuro Parlamento iraquiano terá um viés islamista bem marcado.

Agencia Estado,

12 de julho de 2004 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.