Xiita radical diz que Iraque será um novo Vietnã

O clérigo xiita iraquiano Muqtada al-Sadr, instigador da rebelião de xiitas que se espalha pelo sul do país, disse que o Iraque se transformará em um conflito nos moldes do Vietnã se os Estados Unidos não transferirem o poder para os iraquianos honestos. O clérigo, cujos seguidores resistem à ocupação liderada pelos EUA, acusa os membros do Conselho de Governo iraquiano - todos eles indicados pelos americanos - de agirem como colaboradores da ocupação e disse não representam o povo iraquiano."Eu conclamo o povo americano a ficar ao lado de seu irmão, o povo iraquiano, que vem sofrendo com a injustiça de seus governantes e de seu exército de ocupação, e o ajude a transferir o poder aos iraquianos honestos", diz Al-Sadr em um comunicado divulgado por seu gabinete na cidade sagrada de Najaf. "Caso contrário, o Iraque será um novo Vietnã para os Estados Unidos e seus aliados."Em um comunicado separado divulgado na manhã de hoje, Al-Sadr também conclamou o vizinho Kuwait a fechar as bases americanas em seu território para que a região seja libertada do "grande Satã", forma como muitos muçulmanos referem-se aos EUA. "Conclamo nossos irmãos no Kuwait a pressionar seu governo para que as bases terroristas sejam desmanteladas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.