Xiitas convocam greve geral em bairro cercado pelos EUA

Religiosos xiitas anunciaram nesta terça-feira uma grevegeral no bairro de Cidade de al-Sadr, em Bagdá, em protesto contraas fortes medidas de segurança impostas há seis dias pelas tropasamericanas, que procuram um soldado seqüestrado. O anúncio soou nos alto-falantes das mesquitas xiitas do bairrono leste de Bagdá, região considerada um dos redutos do ExércitoMehdi, liderado pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr. Os religiosos pediram aos cidadãos que não trabalhem nem abram aslojas até que as tropas americanas levantem o cordão de isolamentoque cerca o bairro, de 3 milhões de habitantes. Alguns deleschegaram a convocar a desobediência civil. Um comunicado do Exército americano anunciou que três pessoasforam detidas hoje em Medinat al-Sadr, suspeitas de envolvimento comos seqüestros. A nota diz que a detenção aconteceu como parte da busca dosoldado americano de origem iraquiana que foi seqüestrado no dia 23,quando visitava seus parentes no bairro de al-Karrada. Na segunda-feira, 30 pessoas morreram num atentado contra um centro decontratação de trabalhadores, no mesmo bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.