Xiitas desmentem atentado contra aiatolá no Iraque

Os informes de uma tentativa de assassinato do principal líder religioso xiita do Iraque, grão-aiatolá Ali al-Husseini al-Sistani, são falsos, informa um grupo xiita ligado ao clérigo. O grão-aiatolá passa bem, segundo assessores próximos. Guarda-costas e aliados políticos de al-Sistani disseram que não houve atentado contra ele, desmentindo informes da mídia árabe.?Contatamos o escritório de Sua Eminência ... e o informe (do atentado) é uma mentira, toda a questão é invencionice sem base?, disse o Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque. O Conselho trabalha junto com al-Sistani para promover os interesses políticos dos xiitas.Um repórter da AP que visitou a casa do líder religioso na cidade de Najaf não notou sinais de atividade extraordinária ou reforço de segurança. A TV Al-Jazira havia informado que homens armados tinham atirado no aiatolá, pela manhã. A CNN disse que quatro agressores, com fuzis AK-47, feriram alguns guarda-costas de al-Sistani, durante um atentado contra a vida do clérigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.