Xiitas protestam após onda de ataques

A minoria xiita do Paquistão saiu ontem às ruas, um dia depois de mais de cem integrantes da comunidade morrerem em atentados à bomba. Eles denunciaram a falta de proteção na cidade de Quetta, a principal da Província do Baluquistão, perto do Afeganistão. Líderes xiitas recusam-se a enterrar os mortos até que recebam garantias de segurança. Grupos radicais sunitas estariam por trás dos atentados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.