Xiitas protestam no leste da Arábia Saudita

Muçulmanos demonstram apoio ao levante popular contra o governo no vizinho Bahrein

Agência Estado

25 de março de 2011 | 17h13

CAIRO - Uma agência de notícias da Arábia Saudita informou nesta sexta-feira, 25, que várias centenas de muçulmanos xiitas fizeram manifestações no leste do país, pedindo a libertação de detidos em protestos anteriores e mostrando apoio aos seus correligionários que protestam contra a monarquia sunita da família al-Khalifa no vizinho Bahrein.

 

Veja também:

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos na região

 

A agência saudita xiita Rasid informou que as multidões que se manifestaram pelas cidades da província de Qatif carregavam bandeiras do Bahrein. A Arábia Saudita, também controlada por uma monarquia sunita, enviou 1,5 mil soldados ao vizinho Bahrein para ajudar a família al-Khalifa na repressão aos manifestantes.

 

Os xiitas, que são minoria na Arábia Saudita, reclamam há bastante tempo de discriminação e afirmam que são barrados sempre para ocupar cargos importantes no exército e na administração civil. Eles afirmam que não recebem a parte justa da riqueza vinda do petróleo. A Arábia Saudita tem 23 milhões de habitantes, dos quais 10% são xiitas.

 

Os protestos em Qatif começaram no dia 10 de março, inspirados nos levantes populares em outros países do Oriente Médio e do norte da África. A monarquia absolutista saudita reina desde 1932 e jamais tolerou demonstrações da oposição, ainda mais em público. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.