Xiitas radicais oferecem acordo de paz no Iraque

Um assessor do clérigo radical xiita Muqtada al-Sadr fez uma proposta para o desarmamento da milícia al-Mahdi. Al-Sadr liderou o levante de Najaf contra o governo provisório e a presença americana no Iraque, e sua milícia segue combatendo forças dos EUA no cortiço de Cidade Sadr. O governo reagiu com cautela à proposta, mas sugeriu que outros grupos da resistência façam o mesmo. O primeiro-ministro do governo interino, Ayad Allawi, vem buscando contatos com líderes da insurgência. Um porta-voz de al-Sadr, Ali Smeisem, ofereceu na TV Al-Arabiya entregar todas as armas de porte médio e pesadas às autoridades, e cooperar com as forças policiais iraquianas, se o governo parar de perseguir os membros da milícia e libertar os seguidores da al-Sadr que estão presos. A oferta não traz a promessa de dissolver a milícia, uma exigência dos EUA e do governo do Iraque.

Agencia Estado,

07 Outubro 2004 | 17h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.