Xiitas vão a mausoléu em Bagdá para festa religiosa

Milhares de fiéis xiitas se deslocam neste sábado, a pé, pelas ruas de Bagdá, rumo ao mausoléu de Moussa al-Khadhem, no bairro de Kadhimiya, para lembrar o aniversário da morte do imame, no ano 799.Os fiéis vão a pé porque continua a proibição de circulação de carros particulares na capital. A medida entrou em vigor às 21h de sexta-feira (14h de Brasília) em 16 bairros da capital e vai até as 6h da segunda -feira. O objetivo é evitar atentados com carros-bomba contra a multidão.Pelas ruas de Bagdá só circulam carros das Forças de Segurança iraquianas e blindados das tropas americanas, postados nos cruzamentos.Centenas de pessoas, mulheres vestidas de negro e homens carregando cartazes em louvor ao imame xiita, tomam as ruas da capital.No ano passado, mil peregrinos morreram no desabamento de uma ponte de Bagdá, quando começou a circular o boato de que havia um terrorista suicida entre os fiéis.A televisão estatal iraquiana pediu esta manhã a todos os fiéis que não dêem importância aos possíveis boatos.A Polícia e o Exército iraquianos estão registrando todas as pessoas que se aproximam do mausoléu. É proibido entrar no local com armas, móveis, malas e bolsas de plástico. Além disso, um comunicado governamental divulgado neste sábado recomenda não aceitar bebidas e comidas de desconhecidos.Neste sábado aconteceram alguns atos de violência no Iraque. Pelo menos três iraquianos morreram e outros oito foram feridos em dois atentados separados nas províncias de Diwaniya e Diyala, ao sul e norte de Bagdá respectivamente, segundo fontes policiais iraquianas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.