Xiitas vão às ruas de Bagdá exigir morte para Saddam

Milhares de muçulmanos xiitas marcharam pelas ruas de Bagdá exigindo a execução de Saddam Hussein, em mais uma demonstração de força da maioria religiosa que viveu oprimida sob o regime do ditador deposto. Acredita-se que esta tenha sido a primeira demonstração pública pela morte de Saddam desde sua captura, em 13 de dezembro.?Saddam é criminoso de guerra, não prisioneiro de guerra! Executem Saddam!?, gritava a multidão, estimada em 5.000 pessoas. O Departamento de Defesa dos Estados Unidos considera Saddam um prisioneiro de guerra, mas diz que esse status não impede que seja julgado no Iraque.Manifestações semelhantes, com centenas de pessoas, ocorreram na cidade de Najaf. Outros milhares foram às ruas em Karbala, cidade sagrada, para exigir eleições e condenar a ocupação americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.