Yaoni Sánchez recebe passaporte e pode sair de Cuba

A blogueira cubana Yaoni Sánchez divulgou na quarta-feira, por meio de sua conta no Twitter, que recebeu seu passaporte e agora pode viajar para fora de Cuba. "Eles me telefonaram em casa para dizer que meu passaporte está pronto! Eles acabaram de entregá-lo", informou ela. "Agora, a única coisa que falta é entrar num avião."

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2013 | 09h13

Segundo a contagem da própria blogueira, seu visto para sair do país foi rejeitado 20 vezes. Durante anos, o visto foi exigido para todo o cidadão que desejavam viajar para o exterior. Analistas consideravam tais controles arbitrários e humilhantes, embora as autoridades afirmassem que ele era necessário para evitar a evasão de talentos.

A exigência do visto foi encerrada em 14 de janeiro, quando uma nova lei, que derrubou a exigência conhecida como "cartão branco", passou a vigorar. O governo cubano costumava negar a permissão para os que são considerados "contrarrevolucionários".

Embora Yoani tenha recebido seu passaporte, Angel Moya, que ficou detido durante anos por causa de suas atividades políticas, teve negado o pedido de emissão do documento, o que indica que Cuba pretende exercer a cláusula legal que dá ao governo o direito de restringir as viagens de alguns de seus cidadãos.

Moya, um dos 75 ativistas contrários ao governo detidos em 2003, disse que preencheu a papelada e iria pagar a taxa de US$ 50 para pedir um passaporte, mas uma funcionária recusou seu pedido.

"Ela disse para mim, após consultar uma base de dados, que eu tinha restrições e não poderia fazer a solicitação por razões de interesse público", disse ele à Associated Press.

Segundo Moya, a funcionária mostrou a ele a tela do computador, onde não havia nenhuma razão específica para a não aceitação de seu pedido para o documento. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaYoani Sánchezpassaporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.