Yeltsin é internado com febre

O ex-presidente da Rússia, Boris Yeltsin, foi levado hoje para um hospital de Moscou com um quadro de febre alta e suspeita de infecção viral. Segundo Valentin Shevchenko, antigo aliado e amigo de Yeltsin, o ex-líder russo deverá permanecer hospitalizado por vários dias. Shevchenko afirmou que Yeltsin estava com 38 graus de temperatura, e os médicos do Hospital Clínico Central, para onde ele foi levado, afirmaram que o ex-mandatário deverá ficar em observação para "evitar riscos". Yeltsin, que fará 70 anos na quinta-feira, foi submetido a uma cirurgia em novembro de 1996 para a instalação de um quinto marcapasso, logo depois de ter vencido pela segunda vez a presidência. Depois disso, sua saúde começou a se deteriorar, obrigando-o a permanecer por vários períodos hospitalizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.