Yeltsin tentou suicidar-se, revela livro

O ex-presidente Boris Yeltsin tentou suicidar-se com golpes de tesoura quando foi afastado do comando do Partido Comunista da URSS em Moscou, em novembro de 1987, revela o livro A Época de Yeltsin, escrito por ex-assessores que o descrevem como um ?democrata acidental? movido pela fome de poder. Na pior humilhação política de sua carreira, Yeltsin acabou sendo removido do cargo após ter admitido que ameaçava subordinados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.