Zapatero: Espanha está no melhor momento para fim da violência

O presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, afirma que a sociedade espanhola sabe que está no melhor momento há 30 anos para poder ver o fim da violência terrorista. Em entrevista publicada neste sábado pelo jornal El Mundo, um dia antes de completar dois anos desde que assumiu o cargo, o chefe do Executivo diz que o melhor momento deste tempo foi o dia em que a organização terrorista ETA anunciou um cessar-fogo permanente, efetivo desde 24 de março. Destaca "a reação das pessoas mais próximas" após o anúncio da ETA, e lembra que "todos tinham uma sensação de alegria, porque começava um tempo diferente". Zapatero afirma que, diante desta situação, a sociedade espanhola "quer que as coisas saiam bem ao governo, e quer ver todos os partidos ajudando o governo e, especialmente, o ministro do Interior". Sobre o novo titular do Interior espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba, que tomou posse na terça-feira passada, Rodríguez Zapatero afirma que ele reúne "duas condições muito notáveis", sua trajetória em questões de políticas antiterroristas e sua "magnífica relação" com todos os grupos do Parlamento espanhol. Quando se completa a metade de seu mandato, Rodríguez Zapatero explica que as prioridades para o resto da legislatura são "o processo de paz, os direitos sociais e dos cidadãos, a educação e a cultura", e inclui nelas a estabilidade no emprego, principalmente entre os jovens.

Agencia Estado,

16 Abril 2006 | 09h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.