Zelaya chega para encontro com presidente dominicano

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, chegou hoje a Santo Domingo, capital da República Dominicana, para um encontro com o presidente do país, Leonel Fernández. A visita faz parte de suas tentativas para recuperar o governo hondurenho. Zelaya disse que vai pedir a Fernández que seja seu porta-voz na XV Reunião de Países Não-Alinhados (Noal), que será realizada no Egito do dia 15 a 17. O presidente da República Dominicana iniciará hoje uma viagem de nove dias pela França, Israel e Egito.

AE-AP, Agencia Estado

10 de julho de 2009 | 14h54

Fernández esteve entre os presidentes que aprovaram o isolamento de Honduras, caso o atual governo se mantenha no poder, e exigiu a volta de Zelaya ao cargo. O presidente deposto chegou à República Dominicana um dia depois de se iniciarem, na Costa Rica, negociações sobre a situação hondurenha. O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, também esteve na Costa Rica. Zelaya e Micheletti não tiveram um encontro frente a frente e conversaram separadamente com o presidente Oscar Arias.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que "não será fácil" a negociação que ocorre na Costa Rica para superar a crise em Honduras. "Essas coisas, muitas vezes, levam dias" até que se chegue a uma solução, disse o presidente brasileiro durante uma entrevista coletiva ao fim da reunião em L''Aquila, na Itália, do G-8 (grupo formado por EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Rússia).

Lula disse, porém, que a crise não pode durar meses "porque dessa forma chegaríamos ao final do mandato de Zelaya", deposto por um golpe militar em 28 de junho. Seu mandato terminaria no início do próximo ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.