Zelaya é recebido por multidão na volta a Honduras

O ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, voltou ao país hoje, encerrando uma longa crise política provocada pelo golpe militar que o retirou do governo, há dois anos. O voo de Zelaya veio da Nicarágua e aterrissou no aeroporto de Tegucigalpa. O político foi recebido por milhares de seguidores.

AE, Agência Estado

28 de maio de 2011 | 17h57

O retorno de Zelaya prepara o caminho para que Honduras volte para a comunidade internacional, que rejeitou o golpe militar de junho de 2009. Na época, Zelaya foi forçado a deixar o poder e a sair do país.

O golpe ocorreu depois que Zelaya ignorou uma ordem da Suprema Corte para cancelar um referendo que perguntava à população se ela gostaria de mudar a constituição de Honduras. Após o retorno, Zelaya deve se encontrar com o atual presidente do país, Porfírio Lobo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasZelayavoltagolpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.