Zelaya volta ao país este mês, diz advogado

O presidente deposto de Honduras Manuel Zelaya retornará ao país este mês, após a Corte Suprema de Justiça suspender seus dois processos por corrupção. A informação foi confirmada pelo advogado do ex-líder em Tegucigalpa, Rasel Tomé. Segundo ele, não é possível dizer qual a data do retorno, "porque depende do processo de mediação em curso", que é promovido pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.