Zimbábue autoriza controle do jornalismo pelo governo

A Suprema Corte do Zimbábue rejeitou uma tentativa de anulação das novas leis de mídia do país, que transformam o exercício do jornalismo sem licença governamental em crime. Os jornalistas do único jornal independente do país interromperam a preparação da edição de sexta-feira, disseram testemunhas.A decisão da Suprema Corte efetivamente põe os jornalistas sob o controle do governo, disse o advogado Sternford Moyo, representante da Associação de Jornalistas Independentes do Zimbábue. Quem exercer a profissão sem autorização governamental poderá ser condenado a até dois anos de prisão pelo Ministério da Informação e pela comissão de mídia do governo, disse. Essa comissão, nomeada pelo ministério, terá o poder de credenciar jornalistas e impor um código de ética. O governo não se manifestou.Os escritórios do jornal Daily News foram abandonados no final desta tarde, na hora do início do fechamento da edição de sexta-feira. Os proprietários do jornal não emitiram nenhum comunicado oficial sobre a interrupção do trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.