KIM LUDBROOK|EFE
KIM LUDBROOK|EFE

Zimbabuanos tomam ruas da capital Harare contra Robert Mugabe

Manifestantes seguram bandeiras do país e cartazes pedindo a saída do presidente, que está no poder há 37 anos

O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2017 | 06h41

HARARE - Milhares de zimbabuanos estão nas ruas da capital Harare neste sábado (18), com  bandeiras nacionais e cantando e dançando em um derramamento na expectativa da queda do presidente Robert Mugabe. 

O ato contra Mugabe, de 93 anos, que governa o país há 37, foi convocado na manhã de sábado em Harare. O líder fez na manhã desta sexta (17) sua primeira aparição pública desde que foi colocado em prisão domiciliar pelos militares

Os generais do Zimbabue colocaram Mugabe, de sob prisão domiciliar e lhe permitiram um movimento limitado, enquanto as conversas sobre a saída do cargo se desenrolavam.

Mas muitos zimbabuanos estão cada vez mais impacientes e querem que ele vá embora imediatamente. Os manifestantes esperam que uma grande participação no sábado acelerará o fim oficial do governo de Mugabe, que é amplamente responsabilizado pelo colapso de uma economia que já foi uma das mais ricas da África.

 

+ Partido rompe com Mugabe e marcha é convocada por renúncia no Zimbábue

Veteranos da guerra contra o domínio da minoria branca, que já foram estreitos aliados de Mugabe, também planejam uma manifestação aprovada pelos militares. Ativistas da oposição que enfrentaram repressões policiais pelo governo Mugabe também planejam se reunir em Harare.

Alguns manifestantes se conheceram no início do sábado em um hotel de Harare antes de prosseguir para uma marcha. Alguns levaram bandeiras zimbabuanos. Um tinha um cartaz com uma mensagem para Mugabe: "Deixe

Zimbabwe Now !!! ''/AP e Reuters 

Mais conteúdo sobre:
Robert Mugabe Harare [Zimbábue] África

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.