Zoran Zivkovic é indicado novo líder da Sérvia

Zoran Zivkovic, atual ministro do Interior sérvio, foi indicado neste domingo, oficialmente, para o cargo de primeiro-ministro pelo governista Partido Democrático da Sérvia (DS).A indicação deverá ser confirmada em sessão extraordinária do Parlamento sérvio, convocada para esta segunda-feira. O governo detémmaioria no plenário.Zivkovic, de 42 anos, era um estreito colaborador de Zoran Djindjic, primeiro-ministro assassinado na semana passada por um suposto pistoleiro a serviço da máfia sérvia."Vamos prosseguir com as reformas democráticas instauradas por Djindjic", assegurou Zivkovic, que prometeu também intensificar a luta contra o crime organizado e a corrupção desencadeada por seu antecessor - enterrado neste sábado na Alamedadas Grandes Personalidades, novo cemitério da capital servo-montenegrina.Zivkovic descartou a convocação de eleições gerais antecipadas - anunciadas por alguns setores da imprensa sérvia. "Vamos ter eleições quando expirar o atual mandato (2004).Não queremos interromper o processo de mudanças para a democracia", insistiu.O primeiro-ministro indicado se referiu também ao estado de exceção, decretado logo depois do assassinato de Djindjic. "Vamos mantê-lo em vigor até o fim de abril", ressaltou. O objeto da medida é facilitar o combate ao crime organizado,assegurou Zivkovic. "O estado de exceção é para os delinqüentes, não para os cidadãos", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.