Zuma fala para 100 mil na presença de Mandela

Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul e vencedor do Nobel da Paz em 1993, fez uma inesperada aparição ontem no último comício de Jacob Zuma, líder do Congresso Nacional Africano (CNA), partido governista, antes das eleições de quarta-feira. Uma multidão de 100 mil pessoas participou do evento no Ellis Park, em Johannesburgo.Mandela, 90 anos, não discursou, mas assistiu a uma curta mensagem de vídeo gravada na véspera que foi transmitida à multidão por um telão gigante. A presença do primeiro presidente negro da África do Sul deu mais força a Zuma, que deve ser eleito com facilidade na votação de quarta-feira.Por causa da saúde frágil, Mandela precisou de ajuda para subir ao palanque, mas se sentou sorridente em um sofá e cumprimentou calorosamente os companheiros de partido, inclusive sua ex-mulher Winnie Mandela.Zuma e Mandela foram companheiros de prisão, em Robben Island. No comício, Zuma pôs em prática todas as suas habilidades populistas e prometeu "fazer as coisas de maneira diferente" - uma crítica velada ao ex-presidente e rival Thabo Mbeki. "Não vejo tanta animação no CNA desde que Madiba foi libertado, em 1994", discursou Zuma, chamando Mandela pelo nome em que é conhecido em seu clã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.