Ilustração/Randall Munroe
Ilustração/Randall Munroe

A Terra está diminuindo, mas você não percebe

Graças à nossa atmosfera que vaza, o planeta perde várias centenas de toneladas de massa para o espaço todos os dias

Randall Munroe, The New York Times

16 de dezembro de 2019 | 06h00

Um leitor pergunta: A Terra cresceu desde o acúmulo de vegetação em decomposição ao longo do tempo? A resposta é que a Terra não está ficando maior. Na verdade, é o contrário.

A vegetação em decomposição se acumula no planeta, mas não em todos os lugares igualmente. O vento e a chuva erodem o solo com o tempo e, mesmo onde as folhas e outras vegetações se acumulam gradualmente, como turfeiras e deltas de rios, esse material não adiciona volume à Terra.

As árvores são construídas a partir do ar - bem, ar e água. A água vem da chuva e do solo, mas a maior parte do restante de uma árvore é carbono e oxigênio extraídos, por fotossíntese, do dióxido de carbono no ar. E esse dióxido de carbono vem de outro lugar da Terra. Nenhum desses processos realmente torna a Terra maior ou menor - nenhuma massa está sendo criada ou destruída. Os átomos estão apenas sendo movidos de um lugar para outro.

Mas o tamanho da Terra não é tão constante. O espaço ao redor da Terra está empoeirado, cheio de detritos de asteroides, trilhas de cometas e partículas ionizadas saindo do Sol. E enquanto nosso planeta voa através dessa poeira, nossa gravidade a esvazia.

A poeira entra na atmosfera, flutua e eventualmente se deposita na superfície. Esse fluxo constante de poeira - junto com pedaços ocasionalmente maiores na forma de meteoritos - adiciona cerca de 38 toneladas de massa à Terra todos os dias. É possível que algumas moléculas de poeira em sua cômoda tenham chegado recentemente de outro planeta. Mas essas 38 toneladas por dia não são nada se comparadas à massa da Terra, que é de 5.9722 × 1024 kg.

Além disso, e apesar da poeira espacial adicional, o planeta está realmente perdendo massa, porque nossa atmosfera vaza. A gravidade faz um bom trabalho em manter o ar da Terra em volta de nós, mas um fluxo fraco de gases leves - principalmente hidrogênio, mas também hélio e oxigênio - está continuamente escapando das margens da nossa atmosfera. Essas correntes são particularmente densas perto dos polos, onde o gás ionizado pelo Sol flui ao longo das linhas do campo magnético na forma de vento polar.

Graças à nossa atmosfera que vaza, a Terra perde várias centenas de toneladas de massa para o espaço todos os dias, significativamente mais do que estamos ganhando com a poeira. Então, no geral, a Terra está ficando menor.

Mas, não se preocupe: na taxa atual, levaria quatrilhões de anos para a Terra evaporar completamente, milhões de vezes mais que a vida útil esperada do Sol. Mas se o vazamento de ar o incomoda, você sempre pode tentar construir uma tampa gigante./ TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Tudo o que sabemos sobre:
atmosfera terrestreTerra [planeta]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.