Perfecto Cuervo
Perfecto Cuervo

Adaptação escolar de 'Alien' viraliza na internet

Clube de teatro de Nova Jersey recriou thriller de terror e fez sucesso com público global

Dave Itzkoff, The New York Times

11 de abril de 2019 | 06h00

Uma escola de segundo grau de Nova Jersey foi aclamada online e a sua recente produção teatral, Alien, o thriller de ficção científica de 1979, viralizou. Alien: The Play foi apresentado no final de março pelo clube de teatro da Escola North Bergen, nos arredores de Nova York, com um elenco de oito estudantes nos principais papéis do filme originalmente estrelado por Sigourney Weaver, John Hurt e Ian Holm. Tanto no filme quanto na adaptação teatral há um extraterrestre aterrorizante.

A peça foi criada por Perfecto Cuervo, professor de inglês e diretor do clube de teatro da escola, e Steven Defendini, o professor de arte. O Alien original, dirigido por Ridley Scott, é um filme de horror claustrofóbico sobre a tripulação de uma pequena espaçonave  que descobre um indesejado clandestino, conhecido como xenomorfo (alerta: a história não acaba bem para a maior parte deles).

O filme teve um grande sucesso e marcou profundamente a consciência cultural dando início a uma série. Cuervo, que dirigiu a versão dos estudantes, levou cerca de um mês e meio  para fazer a adaptação do filme. A escolha do elenco foi em novembro, e o papel principal de Ripley, o personagem de Sigourney Weaver, foi dado a Gabriella Delacruz, do último ano do curso. Ela disse que se sentiu orgulhosa por encarnar a tradição feminista que Sigourney representa. “Ela é um personagem feminino heroico no final”, observou. “Não é a donzela em perigo. Ao contrário, ela precisa ser a valentona, se é que posso dizer assim”.

Xavier Perez, aluno do segundo ano, é o xenomorfo. “Quando escolhemos o elenco”, disse Cuervo, “apareceu esse rapaz - magricelo, alto. Falei: ‘Acho que você se encaixa no personagem. O papel é seu’ ”. Os ensaios começaram em dezembro; Defendini supervisionou a criação de lugares exóticos e os interiores da espaçonave reproduzindo a estética do filme. Os designs do set, as roupas e os objetos de cena foram feitos na maior parte com materiais doados e reciclados.

Embora o Alien original esteja prestes a completar 40 anos, Defendini disse que os seus personagens ainda favorecem uma identificação com os jovens estudantes, familiarizados com os monstros dos videogames, com a tradição da cultura pop e com as recentes sequelas como Alien: Covenant. “Na equipe havia crianças que conheciam a geração e a espécie do xenomorfo”, contou.

Alien: The Play foi muito elogiado nas redes sociais; uma conta promocional oficial do Twitter para a franquia Alien, disse “Estamos impressionados! 40 anos e ainda tão forte... Bravo!" Defendini chamou a atenção para o fato de um tuite sobre a versão teatral destacar que agradou particularmente a Joss Whedon, o autor e diretor de “Vingadores”. Esta, acrescentou, foi uma confirmação suficiente para os estudantes. “Para um grupinho de estudantes do segundo grau, nem posso imaginar como deve ter sido esse tipo de reconhecimento por sete meses de trabalho duro,” afirmou. / TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.