Vicky Grout para The New York Times
Vicky Grout para The New York Times

Noel Fielding: um comediante excêntrico em um programa de culinária

Quando Fielding foi anunciado no programa, reações dos tabloides fizeram com que ele pensasse que acabava de enterrar a própria carreira

Eleanor Stanford, The New York Times

30 de outubro de 2019 | 06h00

LONDRES - Noel Fielding parou diante de uma caricatura de Amy Winehouse. “Eu saía com ela”, ele disse, olhando o desenho no Museu das Caricaturas. “Que tristeza! Meu Deus, ela morreu aos 27 anos. Acho que eu teria perdido muita coisa”. Em meados dos anos 2000, quando ele e Winehouse frequentavam assiduamente as festas no norte de Londres onde as drogas corriam soltas, o comediante jamais poderia prever como hoje ele passa a maior parte do tempo: como apresentador de The Great British Baking Show e saindo com a filha.

“Acho que fica melhor à medida que a gente envelhece, de uma maneira um pouco esquisita”, afirmou. “Isto me faz lembrar uma pessoa diferente”. Quando Fielding foi contratado, anos atrás, para apresentar o Baking Show (conhecido como The Great British Bake Off na Grã-Bretanha), ele era ainda famoso como aquela pessoa hedonista: o personagem gótico mais fascinante da Grã-Bretanha; o garoto propaganda de gente esquisita em todo lugar graças ao seu programa The Mighty Boosh; o queridinho dos indies, que usava capas e maquiagem na TV.

Ao contrário dos programas que Fielding frequentava, o Baking Show era exibido antes que a TV britânica o cortasse do horário das nove da noite por “conteúdo ofensivo”, criando um mundo de cores pastel adequado para pessoas de todas as idades. Depois de sete temporadas, migrou da BBC para o Channel 4 e substituiu os apresentadores Mel Giedroye e Sue Perkins.

Quando Fielding foi anunciado como um dos seus substitutos, as reações dos tabloides fizeram com que ele pensasse que acabava de enterrar a própria carreira. “Dá para acreditar que esta é a nova cara de Bake Off? perguntou o Daily Mail na legenda de uma foto de Fielding usando delineador, colares e um corte de cabelo tainha.

Pareceu na época uma escolha corajosa do Channel 4, mas com um público mais jovem do que o da BBC, os executivos aparentemente esperavam que Fielding emprestaria um pouco de espírito ao programa. No primeiro dia de gravação, ele e sua parceira Sandi Toksvig, sentiram-se como se “estivessem indo para a forca”, ele contou.

O gosto mais de vanguarda de Fielding chocava-se com um reality show popular para a TV. Mas ele adorou o Baking Show, e se tornou um fã quando fez toda uma temporada enquanto estava de ressaca. Isto, somado ao apelo de trabalhar com Sandi, o convenceu a pegar o emprego.

Após três temporadas, ele e Sandi já tinham sido mais do que aceitos pelos fãs do Baking Show. Os esquetes de abertura tornaram-se mais estranhos, e a brincadeira com os cozinheiros ficou carregada de insinuações e piadas sobre sexualidade, mas os produtores cuidam para que não saia do território seguro e confortável do programa.

Fielding, 46, abrandou um pouco o seu estilo de palhaço no show, a fim de para não aborrecer os cozinheiros. E mesmo assim, há críticas dedicadas aos seus trajes coloridos. “É bom para os garotos que usam maquiagem e não são um público regular’, explicou. Fielding não sabe nada a respeito da profissão, embora Hollywood tenha mostrado para ele como assar um pão. Ele mandou emoldurar a receita.

Sua dinâmica com Sandi funciona, como ele disse, porque “ela é bem masculina e eu bem feminino”. Sandi é lésbica, fundou o seu partido político e escreveu mais de 20 livros. Na rua, Fielding posou para fotos com um casaco de peles gigante cor de rosa e amarelo. “Oh, desculpem, esta é o seu muro?” perguntou a dois pedreiros que estavam enrolando cigarros a alguns passos de distância. Eles olharam para cima, dando uma risadinha, e um deles disse “Não, cara, nós estamos ótimos! Continue”. E ele continuou. / TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA

Tudo o que sabemos sobre:
Noel Fieldingtelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.