Heinz-Peter Bader/Reuters
Heinz-Peter Bader/Reuters

O espírito natalino já dá o ar da graça nas redes sociais

Internautas frustrados com a pandemia tentam encontrar o ânimo que é típico das festas de fim de ano

Kristin Merrilees e Amy Lombard, The New York Times - Life/Style

19 de setembro de 2020 | 05h00

Hannah Smith disse que, geralmente, não é uma daquelas pessoas que se animam com o Natal em julho. Este ano está sendo diferente, no entanto. Em 13 de julho, Smith, esteticista de 20 anos, publicou um vídeo no TikTok intitulado "A serotonina que TODOS poderíamos usar agora mesmo", com uma apresentação de slides de imagens relacionadas ao Natal: biscoitos para o Papai Noel, pôsteres dos filmes "Um Duende em Nova York" e "O Expresso Polar", uma caneca de chocolate quente e marshmallows e presentes debaixo da árvore de Natal.

A música de Andy Williams "It's the Most Wonderful Time of the Year" (É a Época Mais Maravilhosa do Ano) é a trilha do vídeo, que até o momento tem mais de dois milhões de visualizações. Muitos usuários compartilharam seu entusiasmo com essa época festiva. "Mal posso esperar para abrir os presentes e tomar chocolate quente", escreveu um deles.

Na maioria dos anos, os entusiastas do Natal começam a se perguntar "Quão cedo é muito cedo?" com a proximidade do Dia de Ação de Graças. Mas, em 2020, parece que o Natal não chegará cedo o suficiente.

Em março, muitas famílias começaram a instalar luzes de Natal para animar o espírito durante o bloqueio, e as rádios locais tocaram música natalina. O Hallmark Channel apresentou uma maratona de filmes natalinos chamada "We Need a Little Christmas" (Precisamos de um Pouco de Natal), em um fim de semana. Em abril, o site do Pinterest registrou que as pesquisas relacionadas ao Natal mais do que dobraram em relação ao mesmo período do ano passado.

Durante o calor do verão do hemisfério norte, comunidades na internet espalhavam a alegria do inverno. Uma rede inteira de contas focadas no Natal surgiu no TikTok, a maioria delas em julho, alimentada por vídeos como o de Smith. Algumas têm dezenas, se não centenas, de milhares de seguidores. Uma conta muito popular fez vídeos com sugestões para a seleção de bebidas sazonais da Starbucks e deu conselhos para adormecer na véspera do Natal.

Em outra conta do TikTok, @xmaseasons, há vídeos do bolo Funfetti de Natal, pãezinhos de canela, biscoitos e muito chocolate quente. "Gosto de fazer pães e bolos, e alguns de meus seguidores gostam que eu faça isso", contou Maddie Voisard, de 13 anos, que administra a conta. Muitos outros usuários seguiram o exemplo, publicando conteúdo sobre bolos e pães que dá um toque festivo à moda da panificação na quarentena.

Megan Ward, de 18 anos, abriu uma conta de Natal em 18 de julho. Ela publica fotos bem editadas e com palavras de inspiração. "Espero que seu dia seja excelente! Lembre-se de que o Natal está chegando :)", diz parte de uma legenda.

Abigail Hewitt, de 15 anos, mora no Reino Unido e posta contagens regressivas, fotos de chocolate quente e memes de Natal em sua conta. "A comunidade do Natal é muito alegre e repleta de pessoas realmente gentis e fantásticas de todas as partes do mundo", observou ela.

Alguns até recorreram às seções de comentários do YouTube de videoclipes populares de Natal para se conectar a pessoas que também querem celebrar adiantado. "É julho de 2020. Não julgue. Fique quieto. Só estou sentindo", diz um comentário do vídeo "Last Christmas", do Wham! No vídeo de Mariah Carey "All I Want for Christmas Is You", outro usuário escreveu: "Tudo que quero para o Natal é a cura para o novo coronavírus."

Em um ano difícil, a comunidade de Natal on-line tem dado esperança a muitas pessoas. "Existe algo especial no Natal que levanta o ânimo de todo mundo", comentou Ward.

"O vírus tirou muitas coisas de nós este ano. É reconfortante ter essa faísca nostálgica de empolgação e querer que algo tão importante em nossa vida chegue mais cedo", disse Ward.

Depois do cancelamento de inúmeros eventos e encontros em feriados nos últimos meses, todas as convenções a respeito "da hora certa" para começar a celebrar o Natal foram canceladas. Em 24 de julho, cerca de cinco meses antes da data, um usuário do Twitter escreveu: "Só estou pensando que é hora de colocar a árvore de Natal e encerrar o ano."

Conforme o início do ano letivo em alguns países se aproximava, estudantes usavam o espírito natalino como motivação para enfrentar o aprendizado on-line. Um usuário do TikTok fez um vídeo de um aluno como se ele estivesse participando de uma aula via Zoom em dezembro, com uma caneca de chocolate quente e uma vela com aroma de baunilha e canela para levantar o moral.

Até as marcas estão prontas. Em um anúncio recente da campanha #WrapUp2020, do Burger King, um homem de máscara e parado em frente a um restaurante decorado com luzes de Natal diz: "Seria maravilhoso se pudéssemos acordar e o Natal fosse agora."

The New York Times Licensing Group - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito do The New York Times.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.