Michelle V. Agins/The New York Times
Michelle V. Agins/The New York Times

Com a pandemia, hotéis atraem famílias oferecendo espaços de aprendizagem

Com a pandemia e milhões de crianças em idade escolar estudando remotamente, o setor de turismo têm oferecido às famílias possibilidades atrativas

Julie Weed, The New York Times - Life/Style

10 de outubro de 2020 | 05h00

Neste verão, a família de Michelle Carucci cancelou sua viagem anual de férias em Jersey Shore por causa da pandemia do novo coronavírus. Quando a família, que vive em White Township, Nova Jersey, soube que o parque aquático The Great Wolf Lodge, nas Pocono Mountains, Pensilvânia, estava oferecendo uma “escola” e atividades com o distanciamento social exigido, neste outono, Michelle aproveitou a chance para levar sua filha mais nova.

Gianna Carucci, 11 anos, assiste a todas as suas aulas online e, durante as manhãs da estadia de dois dias com a mãe (no meio da semana, quando os preços são menores e há menos pessoas), ela vai para a Wiley’s Schoolhouse, uma ampla sala de conferências readaptada para um espaço de aprendizado que permite o distanciamento social para crianças a partir dos cinco anos de idade.

O espaço está equipado com escrivaninhas colocadas a uma distância de 2,5m a 3m, com divisões de acrílico. Aberto de segunda até quinta-feira, o espaço está preparado para auxiliar as crianças a se conectarem com suas escolas, oferece lanches e proporciona atividades nos horários de recreio. É preciso fazer reservas para o programa, que custa US$ 85 por dia.

Todos os participantes têm de usar máscaras. Será ótimo “ter algumas horas para mim enquanto Gianna está na escola”, disse Michelle Carucci, 45 anos, coach de fitness e saúde, numa entrevista antes da viagem. Depois de terminadas as aulas, ela e a filha vão para o parque aquático.

O coronavírus deixou hotéis e resorts lutando para conseguir clientes com as taxas de ocupação despencando na primavera. Alguns locais procuraram fomentar os negócios promovendo regimes de limpeza, repensando novas comodidades para os clientes e oferecendo noites gratuitas.

Outros fecharam totalmente, esperando, ou incapazes de esperar, que a situação melhore. Agora, como a pandemia persiste e milhões de crianças em idade escolar fazem malabarismos para se adaptarem ao ensino à distância, alguns hotéis vêm oferecendo às famílias uma “escola” que inclui novos espaços de aula com equipes de apoio, tecnologia e professores particulares – e até parcerias com museus e outros especialistas em educação.

Os diversos pacotes, disponíveis em vários tipos de hotéis têm por finalidade oferecer aos pais um pouco de paz de espírito. Os preços variam, desde a gratuidade até somas enormes. Normalmente, as famílias com filhos em idade escolar ficam presas ao calendário das escolas, com dias livres limitados durante os feriados, e as férias de primavera e verão.

Agora, para aquelas que têm flexibilidade e desejam viajar, “há uma oportunidade para mudarem de ambiente”, disse Kathleen Reidenbach, diretora comercial do Kimpton Hotels & Restaurants, uma cadeia de hotéis butique de propriedade da IHG. O Kimpton criou recentemente um “executivo de aprendizado virtual” em nove dos seus hotéis, um funcionário no local que assumirá o papel de auxiliar nas áreas de WiFi, software de reuniões virtuais e outras necessidades técnicas.

Alguns locais também fornecem os suprimentos escolares gratuitamente, escrivaninhas e cadeiras adequadas para as crianças, sanduíches, impressora de documentos e horários de saída flexíveis para clientes com filhos em idade escolar. Reidenbach disse que embora muitas famílias possam viajar em setembro e outubro, eles precisam de ajuda para gerir o trabalho remoto e a escola.

“Desejo ajustar nossa programação para tornar isso possível”, disse ela. (Ela vivenciou o problema. De férias numa praia da Califórnia com seus dois filhos que estão na quarta e quinta série, percebeu que “precisamos de algum meio para imprimir as planilhas e visualizar os arquivos”, disse).

Salas de conferência transformadas em salas de aula

Cinco hotéis do Great Wolf Lodge estão adaptando as salas de conferência para se tornarem “Wiley’s Schoolhouses”, mas a marca não é a única a fazer isto. O W. South Beach Hotel, em Miami, fechou em março e planeja reabrir em novembro com cabanas ao lado da piscina que serão instaladas com mesinhas para crianças, além de Wifi e sistema de som.

Os preços vão de US$ 500 a US$ 700 por dia (professores particulares estão disponíveis, além de personal trainers para aulas de educação física). Também na Flórida, o Four Seasons Orlando Resort está equipado com espaços de aprendizado e equipes treinadas para um máximo de seis crianças por sala com um terraço ao ar livre para recreios e trabalhos manuais. Sessões que duram meio dia custam US$ 50 por criança. Alguns hotéis que não têm o espaço estão se associando com algum museu local.

Os estudantes que ficam no Wyndham Grand Clearwater Beach podem completar seu trabalho escolar no vizinho Clearwater Marine Aquarium Education Center, um local que permite o distanciamento social, e depois participarem de tours e atividades com um biólogo do centro. A estadia inclui dois tratamentos em SPA para os pais e os preços são a partir de US$ 479 por noite. As ofertas de tecnologia também vêm aumentando.

No Domio, em seus hotéis localizados em Chicago, Miami, Nashville, Tennessee e New Orleans, os clientes podem usar kits de expansão de laptops, que incluem monitor, teclado, mouse e fio elétrico. O equipamento é emprestado gratuitamente para os clientes que reservam diretamente no website do hotel.

Comodidades existentes, e novas Os hotéis também estão comercializando ofertas usando uma linguagem que tem por fim chamar a atenção dos pais. O Teach by the Beach, pacote oferecido pelo The Shores Resort and Spa em Daytona Beach, Flórida, enfatiza o aprendizado da “física das ondas” em aulas de surfe, lições de biologia e passeios para ver os pássaros na reserva natural vizinha, além de aulas de história quando as crianças sobem a montanha para chegar ao farol da localidade.

No meio da semana, as tarifas ficam em torno de US$ 170. No San Diego Mission Bay Resorts, o pacote Recess at the Pool inclui petiscos e aluguel de bikes com tarifas no meio de semana a partir de US$ 205. / TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

The New York Times Licensing Group - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito do The New York Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.