Rodrigo Alvarez para The New York Times
Rodrigo Alvarez para The New York Times

Próximo astro de Hollywood pode ser um ator de novelas mexicanas

Diego Boneta, 27, alcançou a fama após sua participação nas séries 'Scream Queens' e 'Pretty Little Liars'

Alex Williams, The New York Times

29 Abril 2018 | 11h00

Diego Boneta, personagem de olhar sonhador das séries de TV “Scream Queens” e “Pretty Little Liars”, movia-se suavemente pelo Palacio de Bellas Arte, na Cidade do México, explicando o conteúdo dos murais deD iego Rivera e David Alfaro Siqueiros.

Na realidade, ele pretendia fazer isso. Mas, a toda hora, uma ou outra fã - algumas delas ainda adolescentes, outras com mais de 50 anos - interrompia para pedir uma selfie com o ex-ídolo teen da Cidade do México. E toda vez, ele punha carinhosamente seu braço ao redor dos ombros da admiradora, distribuindo seu melhor sorriso de capa de revista, com aquela expressão de herói conquistador em sua terra.

Após passar dez anos em Hollywood, Boneta, ex-ator de telenovelas e popular cantor mexicano ascendeu a uma nova posição: hoje, ele arrasa os corações nos Estados Unidos.

Depois da estreia em Hollywood como um metaleiro crescido no Michigan no musical “Rock of Ages: O filme”, de 2012, ao lado de Tom Cruise, Boneta, 27, tem três filmes que serão lançados este ano, inclusive ”The Titan”, thriller de ficção científica estrelado por Sam Worthington.

E está encerrando um compromisso de nove meses no papel-título da minissérie “Luis Miguel, the Series”, uma parceria entre Telemundo e Netflix. Dividida em 13 episódios, a série é uma biografia autorizada do cantor mexicano Luis Miguel e conta todos os segredos do astro.

E então, Boneta é um astro de Hollywood no México, ou um astro mexicano em Hollywood? E será que esta distinção ainda importa?

“Eu não me considero meio a meio”, disse. “Sou cem por cento mexicano e cem por cento americano”.

Ele tem plena consciência da imagem do México no exterior. “Neste momento, os jornais só publicam coisas negativas sobre o México”, afirmou, referindo-se à violência dos cartéis da droga. “É algo que realmente me preocupa, porque o México não é só isso”.

Um pouco mais tarde, Boneta contou que teve a primeira experiência com a fama aos 12 anos, quando se apresentou para 140 mil pessoas na enorme praça conhecida como El Zócalo, na Cidade do México, em “La Chica del Bikini Azul”, de Luis Miguel (um programa de calouros).

Pouco depois, Boneta explodia nos estádios e cantou nas preliminares do show de Hilary Duff. Deixou a escola no quinto ano e estrelou uma longa lista de telenovelas para a juventude. Também lançou seu primeiro álbum, “Diego”, que incluía seu single de sucesso “Responde”.

Quando Diego fez 16 anos, a família se mudou para Los Angeles, onde aprendeu que não havia chance para atores mexicanos. O aspecto positivo foi o fato de três diretores mexicanos terem vencido nos últimos anos quatro prêmios Oscar de Melhor Filme.

“Os diretores mexicanos estão arrasando”, comentou. “Os atores mexicanos também deveriam”.

Cruise é seu mentor, e uma inspiração. “Um dos melhores conselhos que ele me deu foi: ‘Estabeleça o seu objetivo, e depois comece a trabalhar o que há por trás disso’”, contou. “Se você quer ser um ator de filmes de ação, precisa aprender a andar de moto, pilotar aviões e a ser seu próprio dublê”.

“Eu tenho um objetivo no curto prazo, e sei que pode parecer brega: ser o primeiro super-herói latino da Marvel”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.