26 pessoas morrem em explosões em bairros xiitas de Bagdá

Uma série de carros-bomba explodiram na manhã deste domingo em bairros de maioria xiita da capital iraquiana Bagdá, matando pelo menos 26 pessoas em explosões que destruíram lojas e restaurantes em ruas comerciais movimentadas.

Reuters

17 de fevereiro de 2013 | 10h09

Ninguém reivindicou a responsabilidade do atentado, mas os insurgentes sunitas têm aumentado as suas operações desde o início deste ano, em uma tentativa de desestabilizar o governo xiita e causar novos conflitos entre as comunidades.

Uma explosão destruiu lojas no bairro de Qaiayara, enquanto outra deixou restos de um carro em uma rua comercial movimentada no bairro de Karrada.

"Eu estava comprando uma máquina de ar condicionado e de repente houve uma explosão. Joguei-me ao chão. Minutos depois, vi muitas pessoas ao redor, alguns mortos, outros feridos", disse o funcionário do distrito Habibiya, Jumaa Karim, com a camisa manchada de sangue.

No sábado, um homem-bomba matou um militar sênior da inteligência iraquiana depois de atacar sua residência em uma cidade do norte do país e no início deste mês uma série de carros-bombas em áreas xiitas de todo o país mataram 34 pessoas.

Muitos sunitas se sentem injustiçados pelas forças de segurança desde a queda de Saddam Hussein e ascensão da maioria xiita ao poder através das urnas. O frágil governo de Nuri al-Maliki, uma coalizão de xiitas, sunitas e curdos, está paralisado por disputas políticas internas desde que as tropas norte-americanas invadiram o país rico em petróleo, em 2003, para derrubar Saddam.

(Por Kareem Raheem)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEATENTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.