3.500 soldados dos EUA deixam o Iraque nas próximas semanas

Comando militar americano afirma que oficiais fazem parte do contingente que deve retornar até julho

Agência Estado e Associated Press,

06 de maio de 2008 | 10h32

O comando militar dos Estados Unidos em Bagdá informou nesta terça-feira, 6, que cerca de 3.500 soldados americanos enviados ao Iraque no ano passado voltarão para casa nas próximas semanas. Por meio de um comunicado divulgado no fim da noite de segunda, o comando militar americano em Bagdá informou que os soldados em questão fazem parte da terceira de cinco brigadas que deixarão o país árabe até o fim de julho.   Os soldados que serão retirados fazem parte de um contingente de 30.000 homens enviado ao Iraque no ano passado para tentar conter a persistente violência no país. Comandantes americanos atribuíram à presença adicional de soldados uma redução considerável da violência no Iraque no decorrer dos últimos dez meses.   "A retirada das tropas adicionais demonstra o progresso contínuo do Iraque", dizia o general de brigada Dan Allyn no comunicado. "Depois de julho, comandantes analisarão as condições de segurança por cerca de 45 dias e determinarão futuros deslocamentos com base nessas condições."   A "pausa" de 45 dias na retirada de tropas foi incentivada pelo general David Petraeus, comandante das forças americanas no Iraque, em depoimento perante o Congresso dos Estados Unidos no mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
guerra sem fim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.