Afegãos presos em ligação com Al Qaeda podem sofrer novas acusações

Segundo promotores, amigos de homem que tentou explodir bomba em NY podem ter cometido mais crimes

Associated Press,

19 de janeiro de 2010 | 18h42

Podem haver novas acusações contra dois homens afegãos amigos de um terceiro acusado de tentar explodir uma bomba em Nova York, afirmaram promotores nesta terça-feira, 19.

 

Adis Medunjanin, de 25 anos, e Zarein Ahmedzay, de 24 anos, foram detidos em Nova York no último dia 9 como parte da investigação sobre o afegão Najibullah Zazi, de 24 anos, detido em setembro e acusado de planejar um ataque a bomba em Nova York no aniversário dos atentados de 11 de Setembro.

 

Promotores alegam que Adis Medunjanin conspirou para matar soldados norte-americanos no Afeganistão. Eles disseram a um juiz do Brooklyn que esperam mais acusações, e que este caso pode estar combinado com o do associado da Al-Qaeda Najibullah Zazi.

 

Os promotores também afirmaram que o outro suspeito preso na investigação, Zarein Ahmedzay, pode enfrentar mais acusações. Zazi é um motorista do aeroporto de Colorado acusado de tentar atacar Nova York com bombas caseiras.

 

Os três homens estudaram juntos no colégio Flushing, no bairro do Queens, e investigadores afirmam que eles viajaram ao Paquistão em 2008, quando receberam treinamento em um campo da Al-Qaeda. Eles afirmam que não fizeram nada de errado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.