Agência nuclear da ONU diz que visita ao Irã é possível

A agência nuclear da ONU disse nesta quarta-feira que pode visitar o Irã para conversações, um dia após uma autoridade iraniana dizer que Teerã estava preparada para discutir os temores internacionais e encerrar as "ambiguidades" sobre seu controverso programa nuclear.

REUTERS

21 de dezembro de 2011 | 12h11

"Estamos trabalhando em uma possível visita", disse Gill Tudor, porta-voz da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), em um email respondendo a um questionamento. Ela não entrou em detalhes.

Potências ocidentais suspeitam que o programa nuclear do Irã vise o desenvolvimento de armas nucleares, temores que foram reforçados por um relatório da AIEA no mês passado. O Irã alega que seu trabalho nuclear visa gerar eletricidade, e rejeita as acusações de objetivos bélicos.

O embaixador do Irã na agência da ONU baseada em Viena disse à Reuters, na terça-feira, que Teerã havia renovado seu convite para que uma equipe sênior da AIEA viajasse até a República Islâmica. O primeiro convite foi feito em outubro.

Ali Asghar Soltanieh disse que o objetivo seria "trabalhar para remover quaisquer ambiguidades com a meta de resolver as questões e concluir e parar esse processo sem fim".

Diplomatas ocidentais tendem a ver tais convites como tentativas do Irã de ganhar tempo e amenizar a pressão internacional sem ceder às exigências da ONU para suspender seu programa nuclear, que poderia ser usado para fabricar bombas atômicas.

(Reportagem de Fredrik Dahl)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAONUNUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.