Ahmadinejad está disposto a conversar com EUA, diz Iraque

Presidente iraquiano afirma que iraniano reiterou que está pronto para negociar com o governo americano

Efe,

30 de setembro de 2008 | 08h00

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, está disposto a iniciar um diálogo com os Estados Unidos, segundo seu colega iraquiano, Jalal Talabani.   Irã e EUA mantiveram três rodadas de negociações em Bagdá até agosto do ano passado que não serviram para solucionar suas principais disputas, entre elas a suposta colaboração de Teerã com os grupos rebeldes que operam no Iraque, especialmente no caso das facções xiitas. A possibilidade de Washington e Teerã realizarem reuniões diretas no mais alto nível surgiu no recente debate dos dois principais candidatos presidenciais dos EUA, John McCain e Barack Obama.   "Quando o presidente Ahmadinejad me visitou em Bagdá (em março passado) me disse em particular que o Irã está pronto para negociar com os EUA", assegurou Talabani em entrevista divulgada hoje pelo diário árabe internacional Al-Hayat. O líder iraquiano assinalou ainda que outro alto funcionário iraniano lhe disse que a República Islâmica está pronta para discutir questões-chave como a Palestina, Iraque, Afeganistão e o Líbano. "Os iranianos querem estar seguros de que não serão atacados", ressaltou Talabani.   Em suas declarações, Talabani negou que o Irã tenha uma grande influência no Iraque. "Isso é um rumor. Nós rejeitamos a hegemonia da América, da Turquia e do Irã", ressaltou o presidente iraquiano.   Ahmadinejad realizou no mês de março uma visita histórica de dois dias ao Iraque, a primeira de um líder iraniano desde o triunfo da Revolução Islâmica e da guerra entre os dois países no anos 1980.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueIrãEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.