Ahmadinejad interrompe visita à Armênia e retorna ao Irã

Um dos principais objetivos da visita era reforçar a cooperação, especialmente no terreno energético

Efe,

23 de outubro de 2007 | 06h17

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, interrompeu sua visita oficial à Armênia e retorna nesta terça-feira, 23, ao Irã, informou a Presidência armênia. "O programa desta terça foi cancelado e o presidente do Irã retornará a Teerã", anunciou o serviço de imprensa do presidente da Armênia, Robert Kocharian. Oficialmente não foram anunciadas as causas da interrupção da visita de Ahmadinejad. Mas fontes próximas às autoridades armênias informaram que houve "circunstâncias imprevistas" no Irã. O presidente iraniano deveria visitar nesta terça o memorial das vítimas do genocídio de 1915, no Império Otomano, e discursar numa sessão especial do Parlamento. Na segunda-feira, Ahmadinejad e Kocharian defenderam o direito de qualquer país se beneficiar da tecnologia nuclear com fins pacíficos e se pronunciaram contra a proliferação de armas de destruição em massa. Um dos principais objetivos da visita de Ahmadinejad à Armênia, a segunda em seis meses, era reforçar a cooperação, especialmente no terreno energético. "Temos muitas possibilidades de desenvolver a cooperação na área energética e no transporte, além de participar conjuntamente em projetos de investimento", disse ontem Ahmadinejad em entrevista coletiva.

Tudo o que sabemos sobre:
ArmêniaIrãAhmadinejad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.