Ahmadinejad: novo orçamento do Irã depende menos do petróleo

O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad afirmou neste domingo que o orçamento nacional para 2010/11 será menos dependente das receitas com petróleo, uma medida que visa deixar o Estado islâmico menos vulnerável a qualquer sanção ocidental.

PARISA HAFEZI, REUTERS

24 de janeiro de 2010 | 16h24

"Prestamos uma atenção especial para reduzir a dependência com a renda petrolífera, aumentando a receita fora do petróleo", disse Ahmadinejad ao parlamento em discurso transmitido ao vivo por rádio.

Ahmadinejad, que enfrenta protestos de oposição sete meses depois de sua reeleição em junho, disse ainda que o Irã anunciará "boas notícias sobre" sua produção de combustível nuclear em fevereiro.

Críticos acusam Ahmadinejad de desperdiçar a receita com petróleo que o Irã ganhou quando os preços da commodity dispararam no primeiro semestre de 2008, deixando o país mais vulnerável agora que enfrenta possível sanção das Nações Unidas sobre seu programa nuclear.

Um representante afirmou que o orçamento do quinto maior produtor mundial de petróleo para o próximo ano fiscal iraniano, que se inicia em 21 de março, é baseado em um preço de 60 dólares o barril do petróleo, acima dos 37,5 dólares por barril do ano anterior.

Na sexta-feira, os preços do petróleo caíram para o menor patamar em quatro semanas, a 74,54 dólares o barril nos Estados Unidos. Os preços estão em cerca de metade do pico visto em julho de 2008, mas o dobro do valor observado no fim daquele mesmo ano.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAPETROLEOORCAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.