Al-Maliki mantém pequena vantagem em contagem de votos no Iraque

Quase 90% dos votos foram apurados; liga do opositor Iyad Allawi está em segundo

Reuters

18 de março de 2010 | 16h04

BAGDÁ - O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, mantinha uma ligeira vantagem sobre seu adversário, Iyad Allawi, na quinta-feira, 17, quando o Iraque se aproximava da contagem preliminar final de votos em uma eleição parlamentar ocorrida em 7 de março.

 

Com quase 90% dos votos apurados, a coalizão Estado da Lei, de al-Maliki, estava cerca de 40 mil votos à frente do Iraqiya, o bloco inter-sectário liderado por Allawi, que foi primeiro-ministro entre 2004 e 2005.

 

O grupo de Maliki estava à frente em sete províncias, enquanto o Iraqiya liderava em cinco, e outros dois candidatos lideravam em três cada um.

Acredita-se que a disputa acirrada entre o primeiro-ministro xiita e Allawi, que é secular e liderava nas províncias sunitas, leve a semanas ou meses de negociações para a formação de um novo governo.

A forte liderança de Allawi entre os sunitas, marginalizados pela ascensão da maioria xiita no Iraque após a invasão norte-americana de 2003, promete ser um fator chave nas próximas conversações e na segurança do Iraque, já que as forças dos EUA devem se retirar do país até o fim de 2011.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.