Al Qaeda do Iraque promete apoio a Zawahri e ameaça ataques

A "filial" iraquiana da rede Al Qaeda prometeu apoio ao dirigente Ayman al Zawahri e disse que pretende cometer atentados para vingar a morte de Osama Bin Laden.

REUTERS

09 de maio de 2011 | 17h15

Em nota divulgada na segunda-feira em um fórum islâmico na Internet, o califa do Estado Islâmico do Iraque (EII), Abu Baker al Baghdadi al Husseini al Qurashi, lamentou a morte de Bin Laden, durante uma ação militar dos EUA no Paquistão.

"Eu digo aos nossos amigos na organização Al Qaeda, e no topo dela ao xeque mujahid (combatente) Ayman al Zawahiri (...): alegrem-se vocês têm homens leais no Estado Islâmico do Iraque, que estão seguindo o caminho correto e não vão desistir nem serem expulsos", disse ele na nota.

A EII, também conhecida como Al Qaeda do Iraque, é o primeiro grupo ligado à rede a manifestar publicamente seu apoio a Zawahri, suposto sucessor de Bin Laden.

Zawahri, um médico egípcio, conheceu Bin Laden na década de 1980 no Paquistão, onde ambos davam apoio aos guerrilheiros que combatiam os soviéticos no Afeganistão. Seu paradeiro atual é desconhecido.

Em outra nota, o EII assumiu a responsabilidade por um atentado contra um prédio da polícia na localidade xiita de Hilla, onde mais de 20 pessoas morreram.

(Reportagem de Rania El Gamal)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEQAEDAZAWAHRI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.