Al Qaeda é ameaça à União Européia, diz chefe antiterrorismo

A Al Qaeda continua sendo uma graveameaça terrorista à União Européia e novos ataques sãoprováveis, disse na segunda-feira o novo diretor de combate aoterrorismo do bloco. "Um ataque perpetrado por redes locais ou internacionaiscontinua provável", afirmou Gilles de Kervoche, nomeado emsetembro para coordenar as políticas de contraterrorismo dosEstados membros. "A Al Qaeda continua sendo a ameaça terrorista mais sériacontra a Europa", declarou ele a membros da comissão deJustiça, Liberdade e Segurança do Parlamento Europeu. De acordo com o belga, muitos países da UE estãoparticularmente preocupados com o radicalismo no norte daÁfrica. Em janeiro, com autorização de Osama bin Laden, aFrente Salafista de Pregação e Combate, da Argélia, setransformou em Al Qaeda no Magreb Islâmico. Desde então, os militantes realizaram uma série de ataquescontra alvos argelinos e ocidentais. Também houve atentados frustrados, atribuídos à Al Qaeda,na Alemanha e na Dinamarca em setembro. Em julho de 2005, atentados cometidos por militantesislâmicos mataram 52 pessoas nos transportes públicos deLondres. Um ano antes, 191 pessoas haviam morrido num atentado emMadri, que segundo promotores foi realizado por uma célulaligada à Al Qaeda. (Por Ingrid Melander)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.