Al-Qaeda no Iraque reivindica ataques contra hotéis em Bagdá

Atentado do dia 25 deixou 36 mortos na capital iraquiana e aconteceu no dia da execução de 'Ali, o Químico'

estadao.com.br,

27 de janeiro de 2010 | 10h49

A Al-Qaeda no Iraque reivindicou a série de atentados contra três hotéis de Bagdá que deixou ao menos 36 mortos na segunda-feira, 25, segundo a agência France Presse.

Veja também:

especial Especial: As franquias da Al-Qaeda

As explosões aconteceram num intervalo de apenas 15 minutos. Os ataques aconteceram no mesmo dia em que o governo iraquiano executou o primo do ex-ditador Saddam Hussein, Ali Hassan al-Majid, conhecido como "Ali, o Químico".

Ontem, um atentado suicida com carro-bomba contra uma delegacia de Polícia no centro de Bagdá deixou 18 mortos e 80 feridos.

Há seis semanas, uma série de explosões coordenadas deixaram 127 pessoas mortas na capital iraquiana.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueAl-Qaeda no Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.