Alemanha aumentará seu contingente militar no Afeganistão

Aumento deverá ser sancionado pelo Parlamento; soldados devem ficar no país entre cinco e dez anos

Efe,

04 de junho de 2008 | 06h21

O Governo alemão aumentará o contingente de soldados de suas Forças Armadas no Afeganistão, que atualmente é de 3.500 homens. Os especialistas em assuntos de Defesa dos partidos da coalizão governamental - democratas-cristãos (CDU/CSU) e social-democratas (SPD)- chegaram nesta terça-feira a um acordo a esse respeito com o ministro da Defesa alemão, Franz-Josef Jung, segundo revela nesta quarta-feira o jornal Kölner Stadt Anzeiger. Com o envio, previsto para esta semana, de um grupo de soldados de intervenção imediata ao norte do Afeganistão, o contingente alemão superou sua cota máxima de soldados, e um aumento deverá ser sancionado pelo Parlamento. O titular de Defesa alemão assinalou que a presença das Forças Armadas alemãs no Afeganistão se prolongará entre cinco e dez anos, tempo que se calcula necessário para que a Polícia e os militares afegãos assumam a total responsabilidade pela segurança de seu país.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.