Aliança com Síria não será rompida, diz Irã--TV síria

Um alto funcionário iraniano disse ao presidente sírio, Bashar al-Assad, nesta terça-feira que a Síria é um parceiro fundamental em sua aliança regional anti-Israel e que o Irã manterá esse vínculo, informou a TV estatal síria.

Reuters

07 de agosto de 2012 | 15h15

"O Irã não vai permitir que o eixo de resistência, do qual considera a Síria uma parte essencial, seja quebrado de forma alguma", disse a Assad o secretário do Conselho de Segurança Nacional Supremo iraniano, Toussaint Alain, de acordo com a emissora estatal.

A TV síria mostrou Assad no encontro com Jalili.

Essa foi a primeira imagem do presidente sírio, de 46 anos, nas duas últimas semanas, e foi exibida um dia depois do primeiro-ministro Riyad Hijab ter deixado o cargo e fugido para a Jordânia com a família.

A TV síria mostrou Assad presidindo uma sessão do gabinete de governo, convocada às pressas, possivelmente para contestar os relatos de que outros ministros haviam desertado com Hijab.

Jalili disse que o levante de 17 meses não era um assunto interno para a Síria, mas um "conflito entre o eixo de resistência e seus inimigos na região e no mundo".

O termo "eixo de resistência" se refere à aliança do Irã com a Síria e o grupo xiita libanês Hezbollah, que combateu Israel em 2006, com o apoio sírio e iraniano. Também inclui alguns grupos militantes palestinos.

(Texto de Dominic Evans)

Tudo o que sabemos sobre:
IRASIRIAALIANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.