Americano libertado deixa o Irã após dois anos e meio de prisão

Empresário foi detido por dar US$ 200 dólares a organização contrária à Revolução Islâmica

Reuters,

21 de outubro de 2010 | 20h15

TEERÃ- Um americano libertado após passar dois anos e meio em uma prisão de Teerã deixou o Irã nesta quinta-feira, 21, com destino aos Estados Unidos, informou um amigo do ex-prisioneiro à Reuters.

 

O empresário Reza Taghavi, de 71 anos, foi preso em maio de 2008 por dar US$ 200 ao Tondar, um grupo que busca derrubar a Revolução Islâmica e restaurar a monarquia iraniana derrubada em 1979.

 

"Reza Taghavi deixou o Irã junto a sua esposa e advogada. Tomará um voo com conexão em Londres para ir aos Estados Unidos", disse Ali Masayebi à Reuters.

 

Logo após sua libertação, no sábado, Taghavi disse que entregou o dinheiro sem saber que seria destinado a um grupo militante clandestino, pelo que deseja processá-lo, segundo o amigo.

 

O empresário, que só viajou ao Irã a negócios, nunca foi acusado formalmente pela Justiça da República Islâmica.

 

Também hoje, o canal iraniano Press TV transmitiu as "confissões" de um homem que disse ter trabalhado com o Tondar e havia planejado detonar uma bomba de fabricação caseira em um prédio judicial.

 

Outros dois americanos estão presos no Irã desde 31 de julho de 2009, após terem sido presos próximos a fronteira com o Iraque. Eles são acusados de espionagem, mas suas famílias garantem que eles só estavam praticando alpinismo nas montanhas do Curdistão quando entraram em território iraniano acidentalmente.

 

Sarah Shourd, que havia sido presa com o grupo, foi libertada após o pagamento de uma fiança de US$ 500 mil dólares e voltou aos EUA, mas as autoridades iranianas disseram que os dois homens serão julgados em 6 de novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãEUA: prisãoSarah Shourd

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.