Americanos estão mais otimistas sobre o Iraque, diz pesquisa

Apesar de otimismo sobre situação, 60% dos entrevistados acreditam que conflito não valeu a pena

Efe,

16 de dezembro de 2008 | 03h17

O otimismo dos americanos sobre a situação no Iraque é o mais alto dos últimos cinco anos, revelou nesta terça-feira, 16, uma pesquisa encomendada pelo diário The Washington Post e a emissora de TV ABC. Veja também:Repórter iraquiano que jogou sapatos em Bush está detidoAssista ao vídeo da Associated Press  No entanto, a pesquisa também indicou que mais de 60% dos ouvidos acreditam que o conflito não valeu a pena, e 70% dizem que o presidente eleito Barack Obama deve cumprir sua promessa de retirar as tropas do país árabe em um prazo de 16 meses. Há dois anos, 57% dos americanos olhavam com uma atitude negativa a situação no Iraque, mas agora essa percentagem é de 30%, disse o Washington Post em sua página da internet. A enquete indicou que a maioria dos americanos (56%) reconhece que a segurança melhorou no Iraque, e mais de dois terços indicaram que as perspectivas são otimistas para o próximo ano. Desde que foi eleito em 4 de novembro, Obama, que como senador se opôs ao conflito, reiterou o objetivo de tirar as tropas americanas do Iraque em um prazo de 16 meses. O democrata afirmou que as tropas permanecerão nesse país para apoiar a transição e enquanto o governo iraquiano assume o controle da segurança. A pesquisa foi realizada entre a sexta-feira e o último domingo, e ouviu 1.003 adultos. O resultado tem uma margem de erro de aproximadamente três pontos percentuais, assinalou o Washington Post.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUApesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.