'Amigos da Líbia' vão se encontrar em NY em 20 de setembro

Uma segunda conferência dos "Amigos da Líbia" será realizada no dia 20 de setembro, em Nova York, para ajudar na reconstrução do país após a queda de Muammar Gaddafi, disse o ministro das Relações Exteriores italiano, Franco Frattini, neste sábado.

REUTERS

03 Setembro 2011 | 15h28

As potências ocidentais se encontraram com o novo governo interino da Líbia, o Conselho Nacional de Transição (NTC), em Paris, na quinta-feira, na primeira conferência dos "Amigos da Líbia". Foram entregues mais de 15 bilhões de dólares de ativos de Gaddafi no exterior ao novo governo para começar o trabalho de reconstrução.

"A conferência será em 20 de setembro", disse Frattini a jornalistas no intervalo da conferência.

Frattini reiterou que a Itália manteria seu papel como principal parceiro da Líbia no setor de petróleo.

"Sempre foi assim e continuará sendo. Nós confirmamos todos os nossos compromissos", disse.

O grupo italiano de petróleo e gás Eni é o maior operador de petróleo estrangeiro na Líbia, produzindo cerca de 270 mil barris de petróleo equivalente por dia em 2010.

A companhia estatal, na Líbia desde 1959, possui contratos de produção de petróleo em vigor para 2042 e contratos de gás para 2047.

"Eu vejo que outros países também, como a Rússia, estão engajados em confirmar seus contratos de petróleo na Líbia. O que é importante é que a Itália continue sendo o principal parceiro estrangeiro no país", disse Frattini.

Alguns analistas estão preocupados de que a Eni possa perder seus ativos ou oportunidades no longo prazo, caso a hesitação da Itália em apoiar o governo rebelde, no início dos conflitos, tenha consequências econômicas.

A Eni disse que espera reiniciar as exportações de gás da Líbia em meados de outubro. A Líbia fornece cerca de 12 por cento da quantidade de gás que a Itália precisa.

(Reportagem de Giancarlo Navach e Stephen Jewkes)

Mais conteúdo sobre:
LIBIA APOIADORES ENCONTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.