Ahmed Malik/Reuters
Ahmed Malik/Reuters

Após dia de violência, atentado deixa dois mortos em Bagdá

Série de ataques matou 127 na terça; EUA mantêm cronograma de retirada mesmo com atraso em eleições

Efe e AP,

09 de dezembro de 2009 | 09h05

Pelo menos duas pessoas morreram e outras sete ficaram feridas após a explosão de uma bomba nesta quarta-feira, 9, em um bairro de Bagdá, um dia após a série de atentados que deixou 127 mortos e 425 feridos na capital iraquiana.

Veja também:

lista Cronologia: os dez atentados mais violentos no Iraque

Testemunhas informaram que a explosão aconteceu no bairro Al-Azamiya, no norte da cidade. A explosão também causou danos materiais em várias lojas da região.

Após a sequência de ataques de terça-feira, que pôs mais uma vez em dúvida os planos de segurança postos em prática em Bagdá, o parlamento iraquiano convocou o primeiro-ministro, Nouri al-Maliki, e os ministros de Interior, Jawad Bolani, e da Defesa, Abdel Kader Obeidi, para dar explicações. A sessão terá segurança reforçada.

EUA mantêm retirada

O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos Estados Unidos, o almirante Mike Mullen, afirmou  que o atraso das eleições no Iraque, que serão realizadas em 7 de março, não impedirá o início da retirada das tropas americanas do país em agosto de 2010.

"Podemos cumprir nosso plano e começar a reduzir nosso contingente em agosto", disse Mullen.

Segundo o almirante, apesar da nova estratégia anunciada pelo governo americano de concentrar esforços no Afeganistão, os EUA não abandonarão o Iraque à própria sorte.

"Estamos focados no Afeganistão, mas posso garantir que continuaremos observando o que acontece no Iraque", disse Mullen, que lamentou os atentados de ontem.

"Estamos seguindo estes eventos com muito cuidado", afirmou o almirante, lembrando ainda que há 115 mil soldados americanos no país.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueatentadosEUAretirada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.