Argentina enviará médicos a Gaza para atender crianças

A pedido da ANP, missão irá atender vítimas palestinas por dez dias; mais de 410 morreram durante o conflito

AP e Efe,

26 de janeiro de 2009 | 17h39

A Argentina enviará na terça-feira, 27, à Faixa de Gaza uma equipe de médicos especializados em cirurgia pediátrica para atender a crianças feridas durante a ofensiva israelense, informou nesta segunda a chancelaria argentina. Quatro especialistas atenderão por 10 dias as crianças feridas em Gaza, a pedido da Autoridade Palestina (ANP) em Buenos Aires, indicou a dependência em comunicado.  Veja também:Emissoras britânicas se recusam a exibir apelo por GazaLinha do tempo dos ataques em Gaza Bastidores da cobertura do 'Estado' em Israel História do conflito entre Israel e palestinos  Imagens das crianças em meio à destruição em Gaza  "Esta missão complementa o processo de assistência humanitária desenvolvido pelo governo argentino a partir do início das hostilidades em Gaza", disse em comunicado a chancelaria argentina, em referência ao envio de cinco toneladas de ajuda a esse território realizado há alguns dias. A ofensiva de Israel na Faixa de Gaza, que aconteceu entre 27 de dezembro e 18 de janeiro, deixou cerca de 1,3 mil mortos, mais da metade civis, e cinco mil feridos.  Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) as crianças foram as principais vítimas da operação israelense. De acordo com o Ministério da Saúde palestino, 410 crianças morreram e outras 1.855 ficaram feridas durante o conflito.

Tudo o que sabemos sobre:
HamasGazaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.